Face

  • Elevação da face caída
  • Correção de flacidez , rugas e sulcos
  • Correção das têmporas ou supercílios caídos
  • Plástica da fronte (testa).

Pescoço

  • Correção da flacidez muscular
  • Remoção do excesso de pele
  • Remoção do excesso de gordura.

Queixo

  • Inclusão de prótese sólida para aumento de queixo.

Definição:
Cirurgia realizada para rejuvenescer o rosto e o pescoço, corrigindo as rugas e a flacidez e reposicionando a musculatura facial.

Orientação para o Procedimento:

Cirurgia/Anestesia/Tempo – A cirurgia é realizada na clínica, normalmente sob anestesia local com sedação para promover um relaxamento e induzir o paciente ao sono. O tempo cirúrgico é de 3 a 5 horas dependendo da extensão do procedimento (cirurgia palpebral agregada).

Cicatrizes – Na parte anterior da orelha, contornando o lóbulo e avançando na  parte posterior da orelha e descendo pela linha de implantação do cabelo. A qualidade da cicatriz depende da tendência individual. Elas passam por uma evolução lenta durante  meses e, no início, são mais vermelhas e endurecidas, tornando-se mais claras com o tempo. Algumas pessoas têm tendências a queloide (cicatriz grossa e larga) que pode ser  corrigida mais tarde.

Resultados – Os resultados são de acordo com as possibilidades cirúrgicas na própria paciente, pois existem características individuais como o tipo de pele, quantidade de flacidez, qualidade individual de cicatrização, presença de sulcos profundos e rugas muito marcadas, que proporcionam um resultado diferente para cada tipo de paciente.

Problemas/Riscos – Os riscos cirúrgicos são mínimos desde que a paciente esteja em bom estado de saúde. Na região operada, podemos ter uma qualidade ruim de cicatriz, que é um fator individual. Todos os pacientes estão sujeitos a uma pequena área de morte da pele (principalmente fumantes), que evolui satisfatoriamente com as semanas, localizadas na parte posterior da orelha e raramente na parte anterior da face.

Pós-Operatório:

Internamento – A paciente fica internada por 24 horas, recebendo alta no dia seguinte à cirurgia, pela manhã.

Dor – As cirurgias de face provocam pouca dor. Em geral o médico receita o uso de analgésicos, como paracetamol e codeína para elimina-la. Pode ocorrer um desconforto na região do pescoço devido ao tratamento da musculatura.

Curativos – Um curativo tipo capacete é necessário no primeiro dia em que é retirado. Na manhã seguinte, é colocado um curativo mais frouxo por mais 24 horas.

Pontos – Retirados a partir do terceiro dia pós-cirúrgico. Equimoses roxas – Desaparecem em torno de 15 dias. Edema (inchaço) – Será reabsorvido gradativamente nas primeiras semanas.

Alimentação – Normal.

Postura – Normal.

Atividade Física – Repouso nos primeiros 3 dias, caminhadas leves e dirigir após 10 dias e ginástica após 30 dias. Maquiagem, cremes e tintura – Após 4 a 5 dias pode maquiar-se e passar cremes com cuidado, e após 15 dias utilizar tinturas.

Sol – Não expor-se no 1o mês.

Pré-Operatório:

• Realizar os exames solicitados.
• Comunicar problemas como doenças, uso de drogas, medicamentos e alergias.
• Parar de tomar remédios para emagrecer no mínimo 15 dias antes da cirurgia.
• Não tomar medicação com ácido acetilsalicílico por 10 dias antes da cirurgia.
• Se possível, parar de fumar 15 dias antes da cirurgia para reduzir os riscos que o fumo causa, como: morte da pele por diminuição da circulação (necrose), piora no tempo e  qualidade das cicatrizes, aumento do risco cirúrgico geral.
• Manter o uso de medicações para pressão e diabetes e levar à clínica no dia da cirurgia todos os remédios que toma diariamente.
• Respeitar a orientação do jejum.
• Não usar maquiagem, nem pintar as unhas, não usar joias e objetos de valor.
•Comparecer à clínica no horário agendado ou comunicar com antecedência qualquer problema.
• Ir à clínica com sapatos baixos, roupas leves e largas devido ao curativo.
•Trazer consigo o Consentimento Informado preenchido e assinado.
• Providenciar o pagamento como previamente combinado.

Qualquer dúvida a respeito da cirurgia, favor marcar nova avaliação.

Quantos anos rejuvenescerei?

Não é possível, através da cirurgia, transformar uma face de 40 anos em outra de 20. É importante destacar isto, já que existem pacientes que chegam a acreditar na possibilidade de se “voltar no tempo” conforme sua vontade. Nenhum cirurgião plástico alcançará este objetivo.

Como ficarão as cicatrizes? Desaparecerão?

As cicatrizes serão permanentes, apesar de irem se tornando cada vez menos visíveis com o decorrer do tempo. Elas podem perfeitamente ser disfarçadas por recursos cosméticos, maquiagem e penteados adequados. Em muitos pacientes, elas tornam-se praticamente invisíveis. Mesmo sabendo disso, muitos pacientes não prestam atenção nos detalhes que são transmitidos durante a consulta inicial e passam a preocupar-se especificamente com a presença das cicatrizes no período pós-operatório imediato e mediato. Sobre as cicatrizes poderão ocorrer pruridos (coceiras), ardor ou insensibilidade. Esta reação será temporária e desaparece com o tempo.

Por quanto tempo persiste o resultado?

A cirurgia da face (pescoço e pálpebras) dá uma aparência mais jovem nas regiões onde foi realizada. Porém, ela não interrompe o processo evolutivo do organismo. Em alguns casos, há necessidade de retoques após certo tempo.

A cirurgia do rejuvenescimento facial (rugas) é considerada como “pequena” ou “grande cirurgia”? Há risco nesta operação?

A cirurgia de rejuvenescimento dificilmente determina sérias complicações. Porém, por ser um procedimento cirúrgico, ocasionalmente poderão ocorrer imprevistos na evolução. Felizmente, podem ser feitas correções posteriores, mediante revisões cirúrgicas, permitindo-nos obter o resultado almejado.

As fotografias pré e pós-operatórias são importantes?

As fotos são importantes uma vez que a única maneira de se avaliar o resultado obtido é a comparação entre as fotografias pré e pós-operatórias, realizadas sob condições fotográficas idênticas nesses 2 períodos. As fotografias dos (das) pacientes fazem parte de seus prontuários médicos.

Que tipo de anestesia é utilizado para a operação? Pela extensão da cirurgia e boa qualidade dos anestésicos, a maioria dos casos é operada sob anestesia local com sedação prévia.

Quanto tempo demora o ato cirúrgico?

A cirurgia poderá se estender de 3 a 4 horas, em caso de cirurgia completa – envolvendo face, pálpebras e pescoço – dependendo do caso. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente do Centro Cirúrgico da Clínica Bertoli, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e a recuperação pós-operatória em nossas suítes projetadas especialmente para o conforto e bem estar do paciente.

Qual o tempo de internação?

De meio período a 24 ou 36 horas, de acordo com a necessidade de cada caso, levando-se em conta o conforto e a segurança do paciente.

São utilizados curativos?

Sim. Geralmente são utilizados curativos secos. O grande curativo é retirado em torno das primeiras 24 horas, podendo ficar imobilizado por um período de 5 a 7 dias. Apenas um curativo leve sobre as cicatrizes residuais, após esse período.

Os olhos ficam ocluídos no pós-operatório?

Isto não é obrigatório. Poderá ser recomendada a aplicação de compressas de algodão embebido em água fria sobre os olhos, ou conduta similar, que podem ser trocadas conforme o paciente o deseje. Isto diminui a intensidade do edema pós-operatório sobre os olhos.

Há dor no pós-operatório?

O pós-operatório não costuma apresentar problema de dores, desde que o (a) paciente siga todas as recomendações. Poderá ocorrer discreta dor, que será perfeitamente sedada com analgésico de linha comum. É evidente que toda e qualquer preocupação de sua parte deverá ser transmitida a nós para que possamos passar os esclarecimentos necessários para sua tranquilidade.

Quando são retirados os pontos?

A maioria dos pontos das pálpebras é removida após 48 a 72 horas. Os remanescentes (face, pescoço, couro cabeludo), entre 3 e 10 dias.

Quando poderá ser utilizada maquiagem?

Após 7 a 10 dias, após a retirada dos pontos.

Quando poderão ser lavados e penteados os cabelos?

Os cabelos poderão ser lavados e penteados (com certo cuidado) entre o 2º e o 7º dia pós-operatório. Para secá-los, é utilizado secador manual com ar discretamente aquecido. As tinturas somente deverão ser utilizadas após a 3a semana.

Como é realizado o “corte de cabelo” preparatório para a cirurgia? Ele poderá ser disfarçado no pós-operatório?

Os cabelos são cortados somente nas áreas onde se planeja localizar as cicatrizes. No pós-operatório imediato, este inconveniente poderá ser perfeitamente disfarçado.

Como acontece a fase pós-operatória?

Este tipo de cirurgia passa por diversas fases evolutivas até que se consiga atingir o resultado esperado. Edemas (inchaço), “manchas” de infiltrado sanguíneo, hipersensibilidade de algumas áreas, insensibilidade de outras, são comuns a todos os pacientes; evidentemente, alguns pacientes apresentarão estes fenômenos com menor intensidade que outros. Esperamos que você esteja neste grupo. Se não estiver, não se preocupe: o seu organismo se encarregará de eliminar todos estes pequenos transtornos. É evidente que toda e qualquer preocupação de sua parte deverá ser comunicada à nossa equipe. Fique tranquilo: um curto período de “depressão emocional” poderá ocorrer nos primeiros dias. Este sentimento é passageiro e geralmente é originado da “ansiedade em ser atingir o resultado final o quanto antes”. Tenha paciência. Lembre-se que nenhum resultado de cirurgia de rejuvenescimento facial deverá ser avaliado antes dos 3 meses pós-operatórios.

Afinal, o resultado da cirurgia de rejuvenescimento compensa?

Nós analisamos cada caso individualmente na consulta inicial. Através da cirurgia, algumas pacientes desejam ficar “mais bonitas”. Este não é o objetivo fundamental da cirurgia, mas apenas um efeito a mais a quem se busca.

É necessário levar o consentimento impresso e preenchido no dia da sua cirurgia.

Faça o DOWNLOAD AQUI